Pitching lança segunda temporada do Estação do Drama em 2015

Foto: Lara Carvalho

Um ano após o lançamento da sua “primeira temporada”, o Programa de Formação de Roteiristas Estação do Drama, idealizado pelo Grupo A Tevê, realizou na tarde do último sábado, 25 de julho, o Estação Pitching. O evento marcou o início das atividades do programa em 2015 e contou com a apresentação de quatro trabalhos realizados por alunos que participaram do primeiro ano da inciativa. Os projetos foram avaliados por representantes de produtoras atuantes no mercado baiano e da Associação de Roteiristas (AR).

O evento teve início com fala da professora Maria Carmem Jacob de Souza, coordenadora do Grupo A Tevê, que apresentou um breve balanço do Estação do Drama em 2014 e as expectativas para a segunda temporada. Já a abertura das atividades do pitching ficou por conta da masterclass com Ducca Rios, da Origem Produtora de Conteúdo, apresentado pela roteirista, e professora do Estação do Drama, Amanda Aouad. Ele apresentou sua trajetória profissional desde a formação acadêmica, passando pela fundação da Origem e pela realização de projetos na área de ilustração e animação, chegando à transição da agência de comunicação em produtora de conteúdo.

Foto: Lara Carvalho

Ainda durante a masterclass, Rios apresentou seus novos projetos e tratou do crescimento do mercado audiovisual na Bahia e no Brasil, especialmente no ramo da animação, destacando os desafios para quem atua ou deseja atuar na área e apresentando experiências que os 20 anos de atuação da Origem lhe trouxeram.

O segundo momento do evento foi dedicado ao pitching dos quatro projetos selecionados, mediado por Gustavo Erick, roteirista e professor do Estação do Drama. Método de apresentação e defesa oral de um projeto audiovisual a potenciais produtores, o pitching concede até sete minutos aos idealizadores apresentarem sua ideia, recebendo um feedback da junta que a avalia. No Estação Pitching, a banca foi composta por Ducca Rios (Origem); Carla Copello (Têmdênde); Sylvia Abreu (Truque) e Iara Syndenstricker (Associação dos Roteiristas).

Foto: Lara Carvalho

Foto: Lara Carvalho

O debate rico e dinâmico foi a primeira avaliação dos projetos de Elisabete Ganem (Orquidário), Gustavo Carvalho (Ana Rosa), Luciana Comin (Os Vanguardas) e Rafael Grilo (Ordinariamente Épico) todos eles alunos pregressos do Estação do Drama.Com contribuições pertinentes tanto sobre forma e o modelo de negócios de cada projeto, os avaliadores apresentaram dicas e possíveis soluções para melhorar a concepção dos produtos, as melhores estratégias narrativas, quais caminhos percorrer para sua realização e impressões pessoais sobre os materiais. A troca de conhecimento e de experiências foi a máxima da tarde, que contou com a presença de ex-alunos, profissionais da área do audiovisual, pesquisadores e público interessado.

O Estação do Drama é um projeto do Grupo de Pesquisa em Análise de Teleficção (ATevê) do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (PÓSCOM) da Faculdade de Comunicação da UFBA.

Com oferta de cursos, oficinas, palestras e debates sobre criação e produção de roteiros para TV e web, o programa pretende renovar suas atividades semestralmente, a depender da demanda, para manter uma oferta constante de cursos e oficinas na área.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s