Estação do Drama promove discussão sobre o cenário audiovisual brasileiro

O cenário audiovisual brasileiro: as atuais possibilidades e desafios para roteiristas e produtores

Estimuladas pela aplicação da lei 12. 485, roteiristas e realizadores independentes podem agora contar com inúmeras possibilidades de janelas para a exibição de seu próprio conteúdo audiovisual. Produtoras e canais mostram-se cada vez mais abertos a conhecer e comprar conteúdos criativos de roteiristas. Mas, o que mudou, efetivamente, após quase 4 anos de atividade nessa lei? Como está o mercado brasileiro e regional após esse período? Quais dificuldades deixaram de existir e quais novas dificuldades chegaram? Qual é o espaço do roteirista estreante nisso tudo? Como se faz negócio com as produtoras e com os canais? Essas e outras questões serão discutidas.

Convidados: Amadeu Alban (Sócio Diretor Criativo da MOVIOCA), Vânia Lima (CEO e Diretora de Conteúdo da TêmDendê Produções/ Lima Comunicação), Maurício Xavier (Sócio Diretor da DPE Produções)

Mediadora: Amanda Aouad (roteirista e professora do Estação do Drama)

Data: 29/08/2015
Local: Sala Alexandre Robatto
Horário: 9h
Entrada: Gratuita, sujeita a lotação da sala.

Anúncios

Pitching lança segunda temporada do Estação do Drama em 2015

Foto: Lara Carvalho

Um ano após o lançamento da sua “primeira temporada”, o Programa de Formação de Roteiristas Estação do Drama, idealizado pelo Grupo A Tevê, realizou na tarde do último sábado, 25 de julho, o Estação Pitching. O evento marcou o início das atividades do programa em 2015 e contou com a apresentação de quatro trabalhos realizados por alunos que participaram do primeiro ano da inciativa. Os projetos foram avaliados por representantes de produtoras atuantes no mercado baiano e da Associação de Roteiristas (AR).

O evento teve início com fala da professora Maria Carmem Jacob de Souza, coordenadora do Grupo A Tevê, que apresentou um breve balanço do Estação do Drama em 2014 e as expectativas para a segunda temporada. Já a abertura das atividades do pitching ficou por conta da masterclass com Ducca Rios, da Origem Produtora de Conteúdo, apresentado pela roteirista, e professora do Estação do Drama, Amanda Aouad. Ele apresentou sua trajetória profissional desde a formação acadêmica, passando pela fundação da Origem e pela realização de projetos na área de ilustração e animação, chegando à transição da agência de comunicação em produtora de conteúdo.

Continuar lendo

Memória Estação do Drama – Primeiros passos

10559737_545482728912177_3573594632682447123_n

Foi lançado em manhã produtiva o Programa de formação de roteiristas Estação do Drama. O evento de lançamento movimentou a manhã do dia 26 de julho no auditório da Facom. O público lotou o espaço para presenciar a apresentação do programa, que contará com cursos, oficinas, palestras e debates sobre criação e produção de roteiros para TV e Web.

Os professores Maria Carmem Jacob de Souza e Rodrigo Lessa apresentaram o projeto, explicando o que motivou o grupo A-Tevê, coordenado pela professora, a tomar essa iniciativa, quais as expectativas e os cursos ofertados para esse primeiro momento que está sendo batizado de “primeira temporada”.

Continuar lendo

UFBA cria projeto para qualificar roteiristas de teleficção

tapping

Salvador vai ganhar um espaço para formação de roteiristas. Trata-se do Estação do Drama, um projeto  do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (PÓSCOM) da Faculdade de Comunicação da UFBA com financiamento da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade. O projeto irá ofertar cursos e oficinas em nível básico e avançado, palestras e debates sobre criação e produção de roteiros para TV e Web.

O lançamento oficial do projeto será no próximo dia 26 de julho, às 9h30, no auditório da Faculdade de Comunicação da UFBA. No evento, serão discutidos os desafios do mercado de roteiro para televisão e internet.

Estão confirmadas as presenças de Iara Sydenstricker – representante regional da Associação dos Roteiristas de TV, Cinema e Outras Mídias (A.R.) – do cineasta, roteirista e produtor Henrique Dantas e de Vânia Lima, diretora geral da Lima Comunicação, produtora responsável pela realização do Talentos Brasil, um concurso para a revelação de novos roteiristas. A roteirista Amanda Aouad, membro da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) atuará como mediadora na mesa redonda.

O Estação do Drama visa estimular caminhos para um melhor aproveitamento do potencial aberto com a aprovação da Lei 12.485/2011. Conhecida como “Lei da TV Paga”, a nova legislação exige dos canais de tevê a cabo três horas e trinta minutos semanais de programação nacional no horário nobre, das quais metade deve ser produzida de modo independente, além de criar mecanismos para incentivar a regionalização.  Na Bahia, no entanto, ainda há um déficit de roteiristas capacitados a integrar este movimento de expansão, devido ao incipiente mercado local de teledramaturgia.

Dúvidas ou sugestões podem ser enviadas para o e-mail estacaododrama.ufba@gmail.com.

O que é Estação do Drama?

tumblr_mfzeb6t04j1s0tx32o1_500

Estação do Drama

Espaço de criação, análise e crítica de roteiros de narrativas seriadas

Observa-se hoje no mercado audiovisual brasileiro um amplo potencial de crescimento, dado que o país recentemente aprovou a Lei 12.485/2011, conhecida como Lei da TV Paga, que já vem promovendo câmbios no cenário de produção e distribuição de conteúdos audiovisuais. Como o apelido dado à lei sugere, tais mudanças dizem respeito, sobretudo, à produção de narrativas seriadas, formato caro à exibição televisiva e à distribuição em plataformas online. A mencionada lei determina, dentre outras coisas, cotas para a exibição de produções nacionais independentes nos canais de TV a cabo, fazendo com que já comecem a surgir demandas dos canais em busca de conteúdos de qualidade, incluindo narrativas seriadas.

Nesse cenário onde se amplia o mercado das séries ficcionais e não-ficcionais, observa-se um déficit de roteiristas capacitados a se integrar a esse movimento de expansão, especialmente na Bahia, onde o incipiente mercado ainda requer fortes incentivos para se expandir.

Esses fatores, somados ao interesse em estreitar relações entre profissionais do mercado audiovisual e pesquisadores acadêmicos, levaram o Grupo de Pesquisa A-tevê: Laboratório de Análise da Teleficção, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (UFBA), a enxergar a necessidade da criação de um espaço permanente de formação de roteiristas para trabalhar com produtos audiovisuais seriados.

Com essa iniciativa esperamos ofertar à comunidade um espaço qualificado de aprendizagem, de prática e de reflexão. Promoveremos cursos para iniciantes e para roteiristas que atuam no mercado com o objetivo de estimular e aprimorar a criação e a análise crítica de roteiros de qualidade para produtos audiovisuais seriados de curta, média e longa duração para televisão e internet.