Christy Dena é roteirista-designer-diretora, educadora e pesquisadora independente (Universe Creation 101) de projetos transmídia. Christy criou live games e experiências digitais vencedoras de prêmios; foi contratada para criar projetos para o Experimenta’s International Biennial of Media Art (Universidade RMIT, Austrália), para o centro de ciências e tecnologia The Cube (QUT – Universidade de Tecnologia de Queensland, Austrália), e para o festival Pop-Up Playground da Federation Square (Melbourne, Austrália). Christy foi consultora de projetos para Nokia, ABC e Weiden+Kennedy. Ela dirige remotamente estúdios interdisciplinares e laboratórios internacionais como o Forward Slash Story do Digital Storytelling Lab (associado à Universidade de Columbia, EUA), o Extended Experiences Lab (Austrália), e outros eventos sobre transmídia e escrita interativa. Christy escreveu a primeira tese de doutorado sobre Transmedia Practice, e é uma pesquisadora independente que está atualmente trabalhando em seu livro. Ela já deu palestras em eventos ao redor do mundo, incluindo no Transmedia Hollywood, em Los Angeles (EUA), TEDxTransmedia em Genebra (Suíça), Power to the Pixel no London Film Festival, e na Game Developers Conference da cidade de San Francisco (EUA).


Sérgio Nesteriuk é doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Professor dos Cursos de Graduação em Design de Games e Design de Animação, e Coordenador do PPG Design (Mestrado e Doutorado) da Universidade Anhembi Morumbi. Trabalhou como videomaker e produtor artístico e cultural no Museu da Imagem e do Som (MIS) e na Fundação Memorial da América Latina. Sérgio é sócio e ex-diretor de Educação da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA), principal entidade representante das empresas, artistas e profissionais de animação no Brasil. Nesteriuk também é sócio da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), da Design Research Society (DRS) e da Society for Animation Studies (SAS). O pesquisador atua ainda como realizador nas áreas de animação, audiovisual, games, hipermídia e produção sonora, com trabalhos apresentados em congressos e mostras, e premiados pelo Itaú Cultural e pela Secretaria de Estado da Cultura. Leciona, desde 2017, no Curso de Especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas da UFSCar. Além da produção acadêmica, Sérgio é autor do livro “Dramaturgia de Série de Animação” (ANIMATV, 2011).


Lucas Paraízo é roteirista de cinema e TV. Formado em jornalismo pela PUC-Rio e em roteiro pela EICTV (Escuela Internacional de Cine y Televisión, San Antonio de los Baños, Cuba). Pós-graduado em roteiro pela ESCAC (Escola Superior de Cinema i Audiovisuals da Catalunya) e Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Autônoma de Barcelona. Na TV Globo, Lucas escreveu as séries “A Teia”, “O Caçador”, “O Rebu” e “Justiça”. É autor do livro “Palavra de Roteirista”. Atualmente pertence ao corpo docente dos cursos de cinema da PUC-Rio e da EICTV.


Cristiano Pinheiro é formado em Publicidade e Propaganda pela PUCRS (1999), Mestre em Comunicação Social, também pela PUCRS (2002) com a dissertação “Imagem Analógica, Digital e o Imaginário”. Ainda na mesma instituição, defendeu a tese e “Apontamentos para uma aproximação entre jogos digitais e comunicação”, por meio da qual obteve o título de Doutor em Comunicação Social. Sua trajetória no campo científico inclui a coordenação dos cursos de Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propagada de 2007 a 2014 na Universidade FEEVALE, em Novo Hamburgo/RS, onde atua como professor e coordenador do curso de Mestrado de Indústria Criativa. Articulador do Setor de Economia Criativa, Pinheiro participa de grupos de desenvolvimento de políticas articuladas com o Governo Federal e esteve na Missão Brasil/Espanha/Inglaterra de Produção de Conteúdos Digitais. É sócio-diretor da Ludema Game Studio, uma desenvolvedora de jogos. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Novas Tecnologias, atuando principalmente nos seguintes temas: games, comunicação, criação publicitária, ludologia, narrativa e cibercultura.


Gustavo Erick é mestre em Educação e Contemporaneidade e em pós-graduado em Roteiros e Programas de TV. Desde 2014, atua no projeto Estação do Drama, lecionando escrita de roteiros para obras seriadas factuais e de ficção. Foi um dos roteiristas tutores do projeto de formação de roteiristas Usina do Drama (2017), realizado pela Estação do Drama e financiado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). Atua como roteirista desde 2008 desenvolvendo roteiros para televisão, cinema e games, além de projetos para o FSA. Desenvolveu roteiros, projetos de séries e consultorias para as produtoras TemDendê Produções, Lima Comunicação, DPE Produções, Liberato Produções, Mandacaru Filmes, Agência Califórnia, Larty Mark, Ficção Filmes, Strike games, TV Tambaú/SBT (Paraíba) e TV Clube/Record (Pernambuco), entre outros.


Paula Knudsen é roteirista e possui 10 anos de experiência em televisão e cinema. Formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo, Paula traz na bagagem dois projetos com Indicação ao Emmy Internacional. Em 2014, concluiu seu Mestrado em Roteiro pela University of Southern California como bolsista da Fullbright/CAPES. Durante o curso, especializou-se na escrita de longas metragens com Howard Rodman (Savage Grace, O Segredo de Joe Gould) e séries para televisão, tendo David Isaacs (Madmen, M.A.S.H, Cheers e Frasier) como mentor. Em seus trabalhos mais recentes, atua como roteirista nas séries As Micro Aventuras de Tito e Muda (Glaz Filmes/Discovery Kids/TV Cultura), Samantha! – Temporada 2 (Los Braga/Netflix) e Spectros (Moonshot/Nettflix).


Pedro Curi é doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense, onde desenvolveu a pesquisa “À margem da convergência: hábitos de consumo de fãs brasileiros de séries de TV estadunidenses”. Possui graduação em Comunicação Social (Jornalismo) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005) e mestrado em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (2010). Tem experiência profissional em jornalismo e produção audiovisual, com passagem pelos canais de televisão Globo News e Futura. Pesquisa temas relacionados a cultura dos fãs, cultura participativa, produção voltada para a internet, audiovisual, práticas de produção e ensino de audiovisual, cultura jovem e convergência midiática. Integra os grupos de pesquisa “Modos de Ver — Estudos das salas de cinema, exibição e audiências cinematográficas” e “Economia Criativa, desenvolvimento e território”, inscritos no CNPq. Atualmente é professor na ESPM Rio, onde coordena os cursos de graduação de Cinema e Audiovisual e Jornalismo e a pós-graduação em Produção Audiovisual.

banner_andrea_araujo
André Araújo é Produtor Cultural, sócio fundador do Laboratório Audiovisual, realizadora do NordesteLAB. É doutorando no Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade pela UFBA, onde desenvolve pesquisa sobre o financiamento ao setor audiovisual na Bahia. Tem experiência nas áreas de gestão e políticas culturais, assessoria de comunicação e realização audiovisual, especialmente na direção de projetos documentais. Integra a coordenação geral do NordesteLAB — plataforma de articulação que visa o fortalecimento do setor audiovisual nordestino, e que realiza sua quinta edição no ano de 2019.